O Chamado

Você já achou a porta para a sua conexão com o universo? Através de uma mistura de religiões, crenças e estudos, eu, recentemente, encontrei a minha. Já era algo que estava na minha essência, adormecido. E me abrir, definitivamente, de corpo e alma para a troca de energia com a natureza e para a espiritualidade foi como me reconectar com o que existe de mais profundo e verdadeiro em mim mesma, com a antiga Sacerdotisa de vidas passadas.

Acredito que essa descoberta, ou redescoberta – como foi pra mim -, funciona como um amuleto de empoderamento. Por isso, como mulher, me senti convocada a compartilhar essa magia com outras manas. Na verdade, com qualquer pessoa que sinta afinidade com o que tenho a dizer.

E assim surgiu o espiri.A.tual. Afinal, não existe nada mais atual do que a certeza de que o divino está no conjunto e não na divisão. Onde foi que Deus escreveu que deveríamos seguir uma só religião? E quem disse que Deus é uma coisa e a Mãe Terra é outra? Sol e Lua andam juntos, não é? Desconstruir, cada vez mais, crenças limitantes e preconceitos. Essa é a chave, no meu ponto de vista.

A segurança na união que potencializa a força individual.

Hoje, se você me perguntar o que eu sou, vou responder que sou um pouco de tudo. Na minha alma pulsa de Allan Kardec a Iansã, passando por astrologia, tarologia, numerologia, ginecologia natural, constelação familiar e mais um monte de energias e crenças que, juntas, fazem todo sentido pra mim.

E pra você, o que faz sentido? Aqui você vai encontrar conteúdos e dicas sobre diversos assuntos que envolvem esse universo mágico. Um mergulho no sagrado a partir do meu olhar, das minhas experiências e do que eu aprendo todos os dias desde que me abri definitivamente para escutar aquele “algo maior” falando comigo. Também vou convidar, sempre que possível, outras mulheres para compartilharem suas crenças, experiências e histórias. Para que, então, você abra sua visão sobre a espiritualidade e possa perceber o que te completa, te fortalece, te empodera, te impulsiona.

A ideia é trazer inspiração para que você ouça o seu chamado, a partir da sua verdade.

Eu ouvi o meu com 33 anos, coincidentemente a idade de Jesus Cristo. Foi em uma experiência dolorosa que encontrei a minha maior força. Mas isso já é papo para outro post.

Bora lá?! ❤

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s